Translate

agosto 15, 2016

Projeto 52 Semanas: #31, #32 e #33



Todos temos medos...

Esta emoção assume muitas formas: pânico, fobia, ansiedade..., desencadeando uma série de mudanças fisiológicas.
A ansiedade, por exemplo, faz com que o homem moderno conviva com uma série de medos crônicos e irrealistas - inimagináveis no passado - e sua resposta a essas situações, frequentemente, descamba para o desequilíbrio e a doença.

Racionais ou irracionais (muitas vezes é necessário ajuda especializada para alcançar o equilíbrio), essa emoção armazenada na memória humana, nos coloca em estado de alerta nos obrigando a tomar uma atitude: lutar ou fugir.

Assim como todos, eu também tenho medos e um deles participa do Projeto Fotográfico 52 Semanas do blog Solzinha Artes:



# 31 - Quando não tenho nada pra fazer,

eu gosto de:

Sentar e observar o que está à minha volta



Sempre tenho algo para fazer, pois como todas as mulheres,
assumo trocentas funções.
Além da jornada de trabalho externo, tenho a casa e todos os seus compromissos, marido, meus filhos peludos, minhas plantas, os seres humanos que me cercam, a igreja, livros, artesanato ...
Mas, em alguns raros momentos como ontem na casa dos meus pais, sento para apenas observar a movimentação das pessoas, conversar e 
olhar para as plantas e pássaros...
É uma sensação muito boa de amor e gratidão.


          


# 32 - Ainda quero aprender:
Falar italiano



Tenho vontade de aprender muitas coisas e acho que a vida é tão curta pra tudo...
Mas uma das coisas que quero há muito tempo é aprender a falar e escrever o idioma do meu amado avô paterno, pois um grande desejo é conhecer alguns lugares da Itália e tentar encontrar alguns "Palese" por lá.
Marido me deu esta coleção quando ainda namorávamos e além dos 10 volumes com exercícios, vinham fitas cassetes para treinar - foi muito legal!
Depois disto, liguei para a Cultura Italiana para pesquisar o valor das aulas, mas o curso estava totalmente fora da minha realidade...



          


# 33 - Tenho medo de:
Aranhas



Na verdade, é pavor mesmo.
Só de ver, fico arrepiada e totalmente transtornada.
Na caverna real há muitas espécies e quando ficam assim, do lado de fora, no teto embaixo do telhado, beleza! Varremos e matamos.
Massss... várias vezes aquelas enooooormes, pretas ou marrons apareceram dentro de casa em alguns locais como embaixo da toalha no banheiro, no espelho de luz da cozinha, no vão do aspirador de pó, embaixo da cafeteira e,
recentemente, na parede da sala de TV.
Quando marido tá em casa, eu quase rompo as cordas vocais gritando por socorro e o deixando levemente irritado (porque ele é meu herói e vem correndo, sempre!), mas na última aparição, estando sozinha em casa, depois do estado petrificada de medo, peguei uma lata de inseticida e fiquei não sei por quanto tempo apertando o jato na coitada. Empalhei a aranha com tanta inseticida e depois, arrastei tudo que tinha na sala para ter certeza que não tinha mais...
É sinistro... realmente a simples menção me aterroriza.



          


Este Projeto é uma maneira divertida de auto-conhecimento. Com temas semanais, podemos criar fotos e postagens interessantes.
Para saber como funciona, basta clicar no banner lá em cima.

Todas as minhas participações estão neste link.


          



Lojinha Poções de Arte
tem mimos para casa!
Clique na imagem e aparate lá!





38 comentários:

Casa Reformulada disse...

Olá Bruxinha!
Apareci kkk...Andei sumida por causa de excesso de obrigações,mas estou de volta e aproveitando para te conhecer melhor,já ri do seu medo de aranha, e queria agradecer o carinho que teve comigo, muito abrigada!
Bjs

M. disse...

Olá!
Experimente aprender italiano online aqui: https://www.youtube.com/watch?v=VxnPd0PgqjU
Beijinhos :)

emanuel moura disse...

Boa noite querida amiga certamente o medo faz parte da condição humano quem não os tem está mentindo ,quando não tenho nada para fazer ,ligo música baixinho relaxo e deixo-me levar ,quando estou no campo simplesmente sento-me debaixo de uma árvore e admiro toda a beleza que me rodeia ,ainda quero aprender ,não diria aprender mas aperfeiçoar a pintura ,só ainda não fiz porque o tempo é tão curto ,medo ,tudo o que rasteja ,quanto à bandeja é muito linda ,muito bem trabalhada ,muitos beijinhos no coração ,felicidades

Arlete Mourige disse...

Oi Bruxinha!Ótima tua participação!Amei tua bandeja ,ficou demais!Beijos

Elvira Carvalho disse...

Em tempos mal adormecia tinha um pesadelo que me deixava doida. De tal modo que cheguei ao ponto de não conseguir dormir porque vivia atormentada com o medo do pesadelo. Estava quase a endoidecer. Graças a Deus recorri a um bom psiquiatra e consegui tratar-me.
Muito bonito o tabuleiro. Parabéns.
Um abraço e boa semana

Fátima Oliveira disse...

Oi querida bruxinha! Morrendo de saudades... tá tudo bem, só ando numa fase ostra "que fazer né?"
Adorei sua postagem.
Grande beijo.

Andréia Pereira disse...

Interessante... eu também tenho medo desses seres, tanto que não consigo nem ver na tv ou em fotos porque a imagem fica na minha cabeça. Coisa de louco né!? kkkk
Tenho muitos medos a serem superados, acho que são apenas etapas que se deve vencer!!! Ótima semana! Beijos

Menina Prendada Sandra disse...

Olá amiga Márcia, eu também tenho vontade de aprender um outro idioma, já tentei o inglês, mas não fluiu, agora penso no espanhol ou francês. Olha, nunca pensei que bruxa tivesse medo de aranhas (rsrsrs). Um forte abraço!

Sandra
https://pedacinhobysandra.blogspot.com.br

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Márcia...boa noite!Parabéns pela participação!
é verdade, todos temos medo e é até saudável quando é uma reação , visto que aumenta a nossa capacidade de atenção, de resposta e visa a autopreservação...porém, em excesso é prejudicial pois interfere até na vida cotidiana da pessoa,como escrito acima,quando descamba para o desiquilíbrio e doença...
#31>também,é muito difícil ficar um tempo sem nada para fazer,mas, aproveito para ler e assistir todos os filmes que sempre deixo agendado.
#32>nunca pensei em aprender italiano,mas, taí uma boa dica
#33>benza Deus que seu marido sempre vem te salvar...eu tenho medo de: todo homem é macho, até a hora em que a barata entra no quarto, escuro como breu e voa perto ...e pior, nada da minha heroína -minha mulher- aparecer, ela tem mais medo que eu...
Obrigado pelo carinho, Belos dias, T+,beijos!

Amara Mourige disse...

Boa noite Márcia,só de ler o seu post fiquei apavorada!
Tenho verdadeiro pavor de aranhas, não consigo nem ver fotos.Morei numa casa da minha infância que sempre aparecia esses seres horripilantes.
Tenho tanto medo que até hoje passo uma mistura nos móveis e portas para afastá-las. Nesse link tem remédios caseiro para se livrar delas.Talvez você já conheça!
http://novotempo.com/vidaesaude/videos/como-acabar-com-as-aranhas-em-casa/

Eu também uso esse remédio, mas o cheiro é muito forte.

Para controlar e afastar as aranhas, toda semana limpe as paredes da residência com um pano para remover qualquer teia. Após limpar as teias, faça a seguinte mistura:

Ingredientes:

– 30 cravos da índia;
– 5 pedras cânfora;
– 1 litro de álcool.

Aplicação:

Coloque tudo em um borrifador e deixe repousar por 7 dias, até que o cravo solte seu óleo. Pulverize nos locais afetados, paredes, portais, atrás de portas e onde haja teias de aranha. Essa solução promete que as aranhas não apareçam mais.
Beijinhos e boa sorte.
Amara

Prata da casa disse...

Olá Márcia: os medos irracionais são mesmo isso...irracionais. Não tenho medo de aranhas, mas tenho pavor de baratas. E pior do que ver a barata é deixar de ver a barata, rsrs. Este ano, por via das dúvidas, convenci o meu marido a fazer uma desbaratização cá em casa. Foi um pouco caro,mas valeu a pena. Durante estes dias de verão ,ainda não vi nenhuma, pelo menos dentro de casa, o que é ótimo!
Bjn
Márcia

Anna disse...

Tenho medo de ratos...
Bjs e boa terça !
Anna

Andrea Bitencourt disse...

Olá querida Márcia!!!
Depois de uma pequena (meio grande! rs) pausa forçada, estou de volta com o blog!
Menina, estamos juntas no pavor de aranhas! Até aquelas pequenininhas me apavoram! Eu tenho aflição de ver o jeito que aquelas patinhas caminham!!! Argh!!!!!
Sempre fui uma pessoa muito ansiosa, controlo isso no meu dia-a-dia! Faz parte a gente aprender a controlar nossa mente, né?
Beijo grande e ótima semana pra ti!!! =)
www.deliciasdavodeo.com.br

Michelle Hernandez disse...

Bruxinha,
Muito legal o post.Hoje estava lendo exatamente sobre medo e pavor, o medo é até benéfico nos faz precavidos e atentos,mas o pavor deixa a pessoa descontrolada,desequilibrada.Eu tenho pavor de lagartixa,tenho prá mim que os dinossauros não foram extintos,diminuíram.Meu filho mais velho tem medo de aranha,e sempre é premiado com alguma visitinha indesejada,parece que atrai.
Eu queria aprender árabe ou chinês.Quando vou nas lojas dos chineses ou dos marroquinos e começam a falar entre eles,que raiva, viu?...rsrs...
Mas aprenda o italiano,vem ver se tem Palese e já me visita também :) Tem um site que se chama Duolingo é bem prático para aprender idiomas.
Besitos e tenha uma semana abençoada

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Ola´querida!
Tudo bem?
Adorei ler você, também ainda quero fazer tanta coisa, mas parece que o tempo é tão curto, mas vou fazendo e aproveitando muito, beijinhos no coração e grata por sua doce visita.

Tiane disse...

Como assim, Bruxinha??? Uma bruxa com medo de aranhas?? Putz! Tu não vais poder me visitar,então! Eu não mato elas, nenhuma, nem as pequenas com pernas finas, que ficam dentro de casa e nem as caranguejeiras enormes e peludas que ficam na rua, mas volta e meia, teimam em entrar dentro de casa. Tadinhas! Elas não fazem mal! Essas, pelo menos, não! rererere
Mas te confesso, que quando aparece uma caranguejeira dentro de casa, grito para o Leonardo vir tirar. Uma vez, eu estava sozinha em casa e sem luz!!! Adivinha o que aparece passeando no chão da casa??? Uma caranguejeira! Que tive que tirar sozinha, com a vassoura numa mão e a lanterna na outra. Quase tive uma crise, mas venci e consegui levar a moça para a rua!
Bruxinha, Bruxinha... só tu mesmo!!!! :)
E eu também adoro ficar de papo pro ar, ou de pernas para o ar, principalmente, na casa da mãe! Adoro ficar de conversa fiada com ela e com a minha irmã! É tão bão!
Correria por aqui!
Novidades à vista!
Quero ver se consigo atualizar o blog esta semana!
Bjinho pra ti Bruxinha, e para os todos os demais seres da caverna, inclusive, para as pobres das aranhas! riririri

Denise disse...

Oi, Márcia!
Obrigada, mais uma vez, pela visita!
É sempre bom conhecer um pouquinho das pessoas, não é mesmo?
E esta bandeja, ficou um sonho!
Amiga, uma ótima e proveitosa semana para você!
Bjs.
http://dedeartes-denise.blogspot.com

Smareis disse...

Boa noite bruxinha!
Lindeza de postagem. Excelente sua participação.
Eu também tenho esse desejo de aprender italiano. Meus avós maternos eram italianos. Pra mim parece um dos idiomas mais fáceis de aprender. Sobre o medo, A gente sabem que o medo é uma reação protetora e saudável do ser humano. E ter medo de alguma coisa é mais normal do que se pensa. O limite que separa o medo normal do exagerado é bastante sutil, mas deve ser observado já que o temor em excesso acaba limitando o indivíduo em sua rotina diária. Ai só um especialista pra dá jeito. Sobre aranha, Deus me livre. Minha amiga deitou por descuido em cima de uma aranha daquela peluda. A gente estava no sitio de minha família passando um final de semana, e estava uma lua linda naquela noite. A gente foi pra varanda e tinha uma daquela peluda em cima da rede. Ela deitou na rede e não viu a bichinha, só sentiu a fisgada na perna e ai foi àquela gritaria de mulher pra tudo que foi lado. Ainda bem que nada aconteceu. Minha irmã que é mais corajosa deu fim na peluda. Se fosse depender dos homens da casa naquele dia, a peluda ia viver rsrsrs. O grupo foi pra pescaria inclusive o marido. Eu não tenho medo de barata, acho repugnante. Agora tenho pavor mesmo é de aranhas e de ratos. O mês de junho deu temporal forte aqui na minha cidade e como as ruas ficaram muito alagadas, apareceu um na minha garagem, meu cachorro saiu atrás derrubando tudo, subiu pelas escadas atrás do bicho e marido atrás com uma vassoura, foi uma loucura, parecia um quebra pau dentro de casa. Tive que pegar meu cachorro no colo pra marido da um fim no bicho.
Loucuras mais é até engraçado. Depois do acontecido a gente dá umas boas gargalhadas.
Adorei sua postagem!
Uma boa semana pra ti!
Beijos, sorrisos e flores.

Sofia disse...

Mais um projeto interessante e enriquecedor :)
Beijinhos*

Retalhos de Algodão disse...

Bruxinha, sentar e observar o que está a volta é muito bom! Pena que nos ocupamos com tantas coisas que fica difícil, mas vale a pena esses pequenos momentos.
Quanto às aranhas, só tenho medo das grandes, mas por aqui é muito difícil elas aparecerem. As pequeninas, são eliminadas com a vassoura. rsrs.
Tenha uma abençoada semana! Bjs.

Maria Teresa Valente disse...

Boa noite, Márcia, também tenho horror a aranhas e cobras e, aqui no mato é o que mais tem.
Quando dá, também adoro, sentar e só observar!!!
Quando entrei em depressão, em 1983, perdi noção de tudo, inclusive de conversar, para reaprender a falar, eu lia o Estadão do início ao final, mas tentei reaprender o francês e não consegui, às vezes me dá vontade de tentar novamente.
Costurar eu costurava muito bem, hoje tenho muita dificuldade, mas não desisto.
Felizes dias, abraços carinhosos
Maria Teresa

Pathy Guarnieri disse...

Também tenho bastante vontade de aprender italiano!

Beijo!

Crocheteando...momentos! disse...

Márcia...as aranhas impõem respeito tal como as cobras!
A morte faz_me algum medo!
Eu gostava muito de dominar o inglês!
Bj amigi

Crocheteando...momentos! disse...

...bj amigo

Dinha Pontocruz disse...

oi bruxinha eu tambem tenho medo ou melhor panico fobia ou nem sei o nome é de baratas aff odeio demais este medo e essas criaturas mais é mais forte que eu , bjkas minha linda

Karina Pink disse...

Muito bom,kkkkkkkkk
bjs
http://www.pinkbelezura.com/

Blog Mulher Fashioon Oficcial disse...

oi amiga sabemos que o medo doi mas devemos enfrentalos para nao termos que viver fugindo falo por experiencia propria amiga bjus

Joana D'arc disse...

Oi!!
Gostei muito da postagem :)
Eu sou super ansiosa 😩 estou tentando evitar mas esta difícil.
Não tenho medo de aranha, mas tenho nojo de baratas...
Bjo

Avelã disse...

Sendo a vida moderna uma correria, de vez em quando sabe mesmo bem parar e observar o que nos rodeia :)
Por acaso nunca tive particular interesse na língua italiana, mas até gosto bastante da sonoridade!
Também tenho algum medo a aranhas, mas não é bem fobia nem chega aos calcanhares do teu medo. Que ficará bem caro em inseticida :P És como eu, em vez de usar o inseticida como forma de envenenar os pobres bichos usa-lo para os afogar, haha :P

Regiane Siricutico disse...

Oi Bruxinha... nem me fale em medo. Adoraria viajar, mas não tenho coragem de ir sozinha... adoraria conhecer Índia, Itália, Marrocos, mas sozinha é difícil. Gostaria de aprender italiano... acho lindo. Uma ótima semana. Com carinho Rê;)

Zizi Santos disse...

Oi Marcia
eu ja estive aqui outro dia, mas vi você falando em aranhas, então testei o meu antigo medo. Fui dormir pra ver se sonhava. Não!!!!
não sonhei. Estou curada. Hoje estou voltando aqui pra te parabenizar pela linda participação. Essas bcs so faz bem, conhecemos mais um pouquinho das amigas. Ter os pais pertinho, é uma dádiva! Curta muito seus pais!
Realize seus sonhos sim! Italiano? é uma língua maravilhosa.
Faça sim. Não deixe o tempo passar. E sobre os bichos, como mora em casa, o jeito vai ser colocando algum tipo de repelente pela casa. Assim as bichinhas poderão fazer seu papel na natureza e não dentro de sua casa, rs
Eu morava do outro lado desse prédio, e num andar mais baixo, do lado da mata. Tinha sempre aranha da perna mole embaixo dos móveis.
Inofensivas, mas desagradáveis. Nesse ape não tem. Mas já vi mosquitos da dengue. Voam alto, os danadinhos!
QQ hora eu participo desse projeto! quem sabe

beijinhos,


Lia disse...

Não deixo de curtir pequenos prazeres...Hoje, minha ansiedade está um pouco mais sob controle, mas tive que abdicar do meu trabalho por isso...Adoro passar sempre por aqui...Bjinhos

Christiane Garcia disse...

A vida moderna realmente empurra a gente para muito stress...
Adorei conhecer mais um pouquinho de vc. Seus posts são uma delícia de ler. Te desejo um fim de semana maravilhoso! bjs

Claudio Chamun disse...

Quanto a pânico e fobia não tenho. Não sinto nada, mas ansiedade as vezes é inevitável.

Abraços

Elisabete disse...

Olhe que temos mais ou menos os mesmos gostos.
Bjs e boa semana.

Graça Pires disse...

Todos temos medo de alguma coisa. Mesmo quando não confessamos esses medos...
Seu post está muito interessante.
Uma boa semana.
Beijos.

Alessandra Santos disse...

Olá!
Bruxinha Linda!
Estou sumida né?
Afff...anda acontecendo tantas coisas, que qdo eu paro, eu durmo! hehehe e net acaba ficando para outro dia, que não chega!
Olha, estou junto no seu medo de aranha, mas, não tenho nada demais...mas não aguento vê uma que eu mato...kkkk
E realmente é tão bom sentar e observar...qdo tenho oportunidade curto muito!
E aprender italiano, realmente é o máximo! Língua linda!
Meus avós e bisavós maternos tbém eram italianos...e ouvi muitas histórias da minha bisa, sobre a viagem dela para o Brasil!
Amiga linda, já atualizei os meus post!
Saudades dos nossos bate papos!
Um super bjo!

Alê - Bordados e Crochê
Facebook
Twitter
Instagram

Ana Freire disse...

Adorei sua participação, Márcia!
Principalmente das duas primeiras fotos... porque também eu, tenho pavor de insectos... fobia... mesmo!
Aranha, então... é para eu sair disparada... fugindo... em qualquer direcção... com meio mundo, me ouvindo... :-D
Beijos
Ana