Translate

março 01, 2016

Boto Cor-de-Rosa


Olá perambulantes!

Apaixonada pela natureza e animais como sou, assino alguns boletins informativos como do World Animal Protection, Greenpace e Chance Org e com isso estou por dentro das lutas em prol da preservação de espécies e do meio-ambiente.
Esses boletins, além da informação, trazem a oportunidade de podermos interagir com uma simples assinatura em abaixo-assinados que visam regulamentações e/ou aprovações de leis contra caça, desmatamento, poluições etc...
Após assinar, ainda podemos compartilhar as campanhas em redes sociais e sempre recebemos um feedback do que foi aprovado ou como está a luta, as barreiras que os ativistas ainda precisam transpor e o que podemos fazer para ajudar.
É o caso de uma das espécies ameaçadas de extinção:

Boto Cor-de-Rosa

Abril de 2014: a revista Exame já alertava sobre o risco de extinção da espécie por ser usada como "isca" para a pesca de outra espécie de baixo valor comercial - R$0,80 o quilo.
Logo em seguida, a World Animal Protection, com a chegada da Páscoa, alertava sobre o consumo da piracatinga (o peixe de R$0,80 o quilo).

Junho de 2014: após anos de pressão da World Animal Protection e do Ministério Público Federal, em ato conjunto do Ministério da Pesca e Aquicultura e do Ministério de Meio Ambiente, foi publicado no Diário Oficial uma instrução normativa que estabelece uma moratória para a pesca e comercialização da piracatinga em todo o território brasileiro, porém essa moratória começaria em 01/01/2015 com validade de 5 anos, apenas.


Agosto de 2014: em 3 semanas de campanha, a World Animal Protection conseguiu 50.000 assinaturas na petição para proteção do Boto e foram recebidos pelo governo Colombiano para discutir maneiras de protegê-lo.

Setembro de 2014: a XVI Edição da Corrida Internacional de Jangadas do rio Amazonas (maior corrida fluvial de jangadas do mundo, que se realiza na porção peruana do rio Amazonas) apoiou a campanha Eu Protejo o Boto. A bordo da jangada número 23, a equipe “Los Bufeos Rosados” (os botos cor-de-rosa, em português) competiu com a missão de lembrar ao Peru e à comunidade internacional a necessidade de proteger o boto da caça cruel e ilegal.


Outubro de 2014: Já éramos 100.800 guardiões na América Latina e somando!

Dezembro de 2014: Governo colombiano recebeu mais de 142 mil assinaturas pedindo medidas para salvar o boto cor-de-rosa, petição disponível no site euprotejoboto.org.br. Antes da entrega das assinaturas, dezenas de colombianos se juntaram à World Animal Protection na Plaza Bolívar, principal praça da capital Bogotá, para pedir à Colômbia que atenda à petição que evitará que mais botos cor-de-rosa continuem sendo mortos a um ritmo de 10% ao ano na Amazônia.


Fevereiro de 2015: A World Animal Protection cobra a necessidade da Moratória da piracatinga acompanhar alternativas sustentáveis para comunidades ribeirinhas.

Julho de 2015: Após a moratória que proibiu a captura e comercialização da piracatinga, alternativas humanitárias e sustentáveis para os pescadores foram pesquisadas com a colaboração da FAS (Fundação Amazonas Sustentável) e World Animal Protection. Tratam-se de alternativas sustentáveis que geram renda e ao mesmo tempo garantem a preservação do meio ambiente e da fauna silvestre.


Agosto de 2015: A busca por alternativas sustentáveis e humanitárias para empregar os pescadores da Amazônia continua. Na comunidade de São João de Ipecaçú, dona Nize, líder de um grupo de mulheres artesãs, usa materiais da região para criar verdadeiras obras de arte e assim sustentar sua família.

Fevereiro de 2016: A World Animal Protection levou os moradores de Porto Braga para passear na comunidade de Boca de Mamirauá, em meio à Amazônia brasileira, para acabar de vez com o medo e o preconceito que tanto contribuem para a matança de botos cor-de-rosa.
Ali, os pescadores não viram o boto sofrendo, como uma vítima da caça ou morto para servir de isca. Não o viram como um competidor, nem como uma ameaça à pesca. Eles puderam observar um animal charmoso e cheio de vida, nadando livre pelo rio, brincalhão e curioso.
Um hotel gerenciado pelo ex-pescador e hoje conservacionista Waldenilson Costa leva turistas ali, para ver botos de forma responsável, sem afetá-los em seu habitat natural.
Os pescadores puderam entender como mesmo em liberdade, os botos podem beneficiar famílias como a de Waldenilson, que dependem do turismo de observação responsável na natureza.
Também graças à visita, professores como Oriene estão agora mais interessados em ensinar às crianças da região sobre a importância de se proteger botos na Amazônia.


Os problemas ambientais estão quase sempre ligados a questões sociais. Não se pode pensar em proteger os animais e seu habitat ignorando as comunidades ao redor das áreas afetadas. Isso também vale quando pensamos na proteção do boto cor-de-rosa.
World Animal Protection


Esse post, como outros referentes à fauna e flora são encontrados no aposento PELUDOS, terceira porta do corredor à direita (cuidado com as escadas que se movem!). Ou aparate rapidamente, clicando na imagem abaixo:



Novos perambulantes, sejam muito bem-vindos!
Precisando de um mapa? Leve este com você.


30 comentários:

Sileni Machado disse...

Parabéns pelo belíssimo post, Márcia! Lutar pela vida de um modo geral é a palavra de ordem, é isso que Deus espera de nós!

Bjs no seu coração! =)
Vivendo e Aprendendo
Fotos e Prosas

Adriana Helena disse...

Oi querida Márcia, como vai?
Tudo bem?

Que artigo importante, especial demais, pois a proteção dos animais precisa ter gente que acompanhe de peito aberto tudo o que está acontecendo com a nossa fauna, tão caçada e também a flora, tão castigada.
O boto cor-de-rosa é um animal lindo, dócil, e eu não conhecia tanta coisa dele e você nos trouxe com tanto capricho, tudo o que está acontecendo e as medidas que estão sendo tomadas para a sua proteção.
A questão social onde o animal está inserido é demasiadamente importante para que o projeto cumpra o seu objetivo.

Perfeita explanação querida!
É questão de divulgação em massa dos problemas, da consciência de cada para, enfim, chegar à preservação integral de uma espécie tão linda!
Beijinhos e obrigada Bruxinha linda!
Maravilhosa semana!

Prata da casa disse...

Que animal tão giro! Não conhecia,mas é muito engraçado e a própria cor dele, torna-o muito fofinho.São excelentes iniciativas estas que nos mostraste.
Bjn
Márcia

Simone Felic disse...

Olá Bruxinha
É uma pena a extinção,não só dele, mas também de outros animais, ele é um animal lindo e cheio de particularidades e lendas o envolvendo.
beijinhos

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Elvira Carvalho disse...

Tudo o que se faça para salvar uma espécie é muito bom.
Um abraço e boa semana

emanuel moura disse...

Infelizmente querida amiga é um mal que existe um pouco por todo o planeta ,pois infelizmente o ser humano não tem consciência do mal que causa ,pois também não podemos esquecer que muitas vezes onde estão estas espécies são capturadas como forma de subsistência e deve -se ter cuidado também com as pessoas e dar certamente recursos para que possam sobreviver ,mas o mundo precisa com certeza de todos nós para pelo menos atenuar o mal já feito ,muitos beijinhos no coração.

Vera Lúcia disse...


Excelente abordagem! Compartilhei no meu google+.
Também amo a natureza e não perco oportunidade de dar o meu aval a qualquer inciativa que vise a preservação de espécies e do meio-ambiente. Já assinei diversos abaixo-assinados do Greenpace e de outras entidades que buscam o bem comum.
Parabéns por divulgar!

Beijo.

Alessandra Santos disse...

Olá!
Que belo projeto esse!
O Boto tão lindo! Precisamos mesmo aprender mais, conscientizar sobre a nossa Natureza! Precisamos cuidar de tudo e de todos, ou seja, sendo plantas ou animais.
Amiga fico feliz que tenha gostado do selinho.
Muito obrigada pelo seu carinho!
A endoscopia foi tudo bem, dormir a tarde toda, oh delícia, kkkk
Agora aguardar os resultados.
E estou preparando o post do Desafio para a próxima semana, kkkk, só tô que enrolo, kkkk

Um super bjo!

Alê - Bordados e Crochê
Facebook
Twitter
Instagram

ONG ALERTA disse...

A importância de educar e preservar, Bjbjbj Lisettw.

Isa Sá disse...

Bonitas imagens.

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Maria Rosa Sonhos disse...

Eis aí o segredo: ensinar, educar e conscientizar as crianças sobre o cuidado com a natureza.

Gostei de saber da trajetória de salvar o boto. Informações importantes para nos fazer saber que juntos, podemos ir mais longe.

Abraço!

Renata

Crocheteando...momentos! disse...

Uma escolha magnífica para se abordar!
Cada vez mais se tem de fazer algo em prol do nosso mundo na preservação da natureza!
Obrigada pela partilha de Informações importantes e bj amigo

Nina Dias disse...

oi Bruxa! Não sabia do perigo que o boto estava correndo . Nossa fiquei muito chateada com essa ignorância das pessoas, quanto a um bichinho tão nosso. Ainda bem que algumas mudanças aconteceram e um alerta ao que pode acontecer. Muito bom!
bjs querida
Nina

CÉU disse...

olá, bruxinha

preservar fauna, flora e meio ambiente é preservar a vida, a deles e a nossa. parabéns por sua atitude e post.

beijos, querida.

PS- tenho minha mão dta avariada, me dói bastante, e só estou escrevendo com a esquerda. não sei qdo postarei. tudo de bom.

Arlete Mourige disse...

Que importante este projeto ,Bruxinha.Muito bonito trabalho de preservação.Estes bichinhos são nossos e muito fofos.Lindo post!Bjs

MARILENE disse...

Gostei muito de sua postagem e do seu engajamento. Trouxe-nos informações preciosas, que merecem divulgação. Bjs.

Camila Faria disse...

Bacana demais! Essas campanhas são tão importantes para conscientizar a população, parabéns pelo engajamento!

Line Bernardo disse...

Lindo post e bela atitude, a preservação das espécies devem fazer parte do nosso dia a dia e devemos educar nossas crianças para essa conscientização!
Bjs❤

Maria Rodrigues disse...

Excelente post. Há que alertar, para a necessidade de protegermos e preservarmos o nosso planeta e todas as espécies.
Beijinhos
Maria

Silvana Haddad disse...

Oi Marcia:
Estou passando pra avisar que indiquei seu blog para receber o Prêmio Dardos.
Confira na postagem, acessando este link:
http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/2016/03/presente-selo.html
Bjokas.:
Sil

Zizi Santos disse...

Oi Marcia
excelente post
rico em informações sobre a proteção
desse bichinho maravilhoso !
que esse projeto seja um sucesso assim como foi o das tartaruguinhas
o Tamar.
parabéns por sua participação adquirindo as assinaturas e essa divulgação através do seu blog.
bjs

Jossara Bes disse...

"Somos todos um"!
Proteger é amar, a natureza agradece!
Graças a tecnologia, boas ações percorrem o planeta rapidamente!
Ação e reação instantâneas!
Beijo carinhoso!

Jô Turquezza disse...

Triste quando as pessoas não entendem que cada um tem seu lugar na Natureza.
Belo trabalho.
Tem um PRÊMIO para você lá no meu Blog!
joturquezzamundial
Beijos.

Rosangela Ribeiro disse...

Oi Marcia, tudo bem?? Muito interessante seu post. Esses dias fiquei indigniga com uma reportagem na tv. não lembro em que lugar foi que um bando de gente sem noção mataram um golfinhoao tirarem ele da agua, só para ficar tirando fotos com ele. teria ficado muito mais lindo no seu habitat do nas fotos do povo sem noção; Certas coisas são revoltantes. beijos

Gracita disse...

Bom dia amiga queria
Que bela abordagem e que riqueza de informações neste post amada
E o Deus espera de nós? Que cuidemos dos ecossistemas como ele cuidou e nos ensinou
Eu indiquei o seu blog para o "Prêmio Dardos".
Se aceitar o selo de distinção é só acessar esse link Distinção ao blog
Um lindo dia
Beijos

Avelã disse...

É uma cadeia de eventos que mostra o esforço e empenho de muita gente para salvar uma espécie! De louvar :)

Ane disse...

Oi Márcia!Parabéns a todos envolvidos neste iniciativa em prol do boto cor de rosa.Lembrei que ele é personagem de lendas do nosso folclore.Temos que lembrar sempre que a vida está em primeiro lugar.Um abraço!

ANALAICE disse...

Linda iniciativa...Temos que preservar nossos animais e natureza para que daqui alguns anos não sejam somente meras imagens... Beijos e tenha uma linda semana...

Ana Freire disse...

Um projecto muito louvável!!!
Adorei por demais seu post, Márcia!
Fiquei a saber um pouco mais, sobre esta espécie, que confesso, conhecer pouco, mas que sabia ser uma espécie em perigo de extinção...
Beijos
Ana

maria disse...

que entrada mas bonnita!!! un besito.maria:)