Translate

junho 12, 2015

Momento Leitura - Abril 2015


Não... vocês não leram errado o título rsrs.
Dessa vez não é a leitura que está atrasada e sim as postagens sobre o tema.
O motivo é o de sempre: sem internet na caverna real não dá pra organizar as postagens, então algumas estão atrasadas...

Com as "férias forçadas" dos trabalhos manuais, ao chegar em casa eram os livros que me aguardavam - o que deu pra dar uma equilibrada nesse jogo que eu estava perdendo...

Este foi o do finalzinho de Abril:


Vovó Vigarista
Autor: David Walliams
Ilustrações: Tony Ross 
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 240

Sinopse:
Vovó Vigarista - Se você acha que toda vovozinha é igual, precisa conhecer a avó de Ben. Ela poderia se passar por uma senhorinha qualquer: é velha, usa um casaquinho lilás e faz palavras-cruzadas. Toda sexta-feira Ben dorme na casa dela, e isso para ele é o fim. No jantar sempre tem repolho, a tevê nunca funciona e a avó o faz ir para a cama às oito da noite. E no dia seguinte nem tem aula!
Como qualquer outro menino, Ben acha tudo isso chato demais. Ou pelo menos achava, até descobrir que a coisa toda não passa de um disfarce: vovó, na verdade, é uma vigarista internacional, a ladra de joias mais procurada do mundo. Agora, juntos, eles vão planejar o maior roubo de todos os tempos.
Você, é claro, vai rir bastante. E pode até chorar. Mas nunca, nunca mais vai pensar em vovós como antes.

Opinião Bruxal:
É um livro infanto-juvenil, mas quando vi o lançamento pelo Skoob, o inclui em minha listinha após ler a sinopse.

O assunto é a relação de Ben com sua avó:
Ben detesta passar suas noites de sexta-feira com ela - ele a acha chata e "repolhenta". 
Para ele, é um tipo de punição e o faz até pensar que seus pais não gostam dele - já que eles tiram a sexta para "namorar" e o menino é obrigado a dormir na casa da velhinha.
Acredito que todo esse desgosto em ficar com a avó tem uma causa: se os próprios pais de Ben não dão a devida atenção à vovó (mãe do seu pai) e nem a visitam, por que o menino tem que ficar com ela?

Felizmente, tudo mudo com o sábio conselho de Raj - o jornaleiro.

Ben e a vovó passam a viver bons momentos e planejar uma grande aventura.
Depois disso, o menino passará a ver a vovó com outros olhos, aprenderá a amá-la e mudará seus pensamentos sobre os idosos.

O legal é que a mensagem sobre o respeitar e cuidar dos idosos está embutida na estória e até "Sua Majestade, a Rainha" deixa sua contribuição:

"... os jovens devem mostrar mais bondade com os idosos. Você, jovem que está me assistindo agora, quem sabe possa ceder seu lugar no ônibus para um idoso. Ou ajudá-lo a carregar as compras. Fazer palavras-cruzadas conosco. Por que não nos dar um saquinho de balas de menta de vez em quando? . . .  nós, pessoas de idade, definitivamente não somos chatas. Nunca se sabe, um dia ainda poderemos até surpreendê-los."

Lembrei com mutias saudades dos meus avós (perdi todos muito cedo e realmente sinto muita falta de ter passado mais tempo com eles).
As "tiradinhas" que, com certeza, serão engraçadas para os jovens, me entristeceram, pois vi no personagem da vovó, uma velhinha muito solitária. Porém essas tiradinhas são super válidas para o desenrolar da estória e para a lição que o autor quer deixar.
Acredito ser um bom livro para os jovens em formação e também um bom livro para dar um "chacoalhão" em alguns adultos que se esquecem dos seus pais ou não passam esses valores para seus filhos.
Recomendo!!!



Essas e outras dicas de leitura estão no aposento:
Corredor aí, à direita. Aparate lá!


Novos perambulantes, sejam muito bem-vindos!!!
Aprendam como voar nesta caverna:



31 comentários:

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Olá querida!
Tudo bem?
Vim desejar um feliz dia dos namorados e que tudo seja do jeitinho que você deseja.
Um abraço e agradecida por sua mágica visita.

✿ chica disse...

E então? livre do gesso? Espero que sim! E essa vovó deve ser divertida,a leitura leve.parece! bjs, lindo fds! chica

Irene Sarranheira disse...

Olá bom dia, passei só para deixar um beijinho e desejar um excelente final de semana❤

http://sarranheira.blogspot.pt/

Andrea Bitencourt disse...

Olá Márcia!!!
Livros são portas para a imaginação, é bom ter sempre um por perto, pois nós adultos às vezes esquecemos das chaves para o mundo da imaginação! rsrs
Beijos e um lindo dia pra ti! =)

Bell disse...

Gostei esse livro é a cara do meu pequeno rs...

bjokas =)

Alessandra Santos disse...

Olá!
Boa Tarde Bruxinha linda!
Nossa adorei a sua Resenha!
Com certeza um ótimo livro...com valores que hj estão tão perdidos!
Lindo dia amiga!!!!
E é hj que tira o gesso né? Boa sorte!!!
Um super bjo!

Alê - Bordados e Crochê
Fã Page

Crocheteando...momentos! disse...

Amiga também gosto de leitura juvenil!
E com os meus alunos...lia-os inúmeras vezes!
Bj e um fim de semana harmonioso!
E que tal vai o braço?!

melguinha2 disse...

Olá bruxinha!! Em primeiro lugar,quero agradecer-te por teres comentado lá no meu cantinho e agradecer-te por teres gostado das fotografias que eu tirei das minhas flores e flores dos meus vizinhos!! Em segundo lugar,falando de leituras,eu ando a ler a praia roubada de joanne harris e há pouco tempo terminei de ler o coração das trevas de joseph conrad,são livros maravilhosos!! Muitos beijinhos e excelente fim-de-semana para ti tambem,até breve!!

Gélia Carvalho disse...

Muitos jovens precisariam ler este livro e quem sabe abrir a mente e o coração, confesso que minha mãe e uma vó chatinha, com ela netos não tem regalias ela é mais pulso firme que eu e minhas irmãs, mas é uma avó muito cuidadosa e carinhosa como poucas são!

Tive mais contato com minhas avós e mesmo assim pouco, pq morávamos em outro estado.

Bjs

Juliana Rosa disse...

Oi Bruxinha vou aproveitar todas as suas dicas pois to precisando me distrair. Ando muito triste e decepção de descobrir que o curso de inglês não era o que eu pensei piorou tudo. Mas a vida continua. Bjos.

Maria Rosa Sonhos disse...

Sempre importante lembrar que o respeito e o amor deve ser vivenciado. Beijo e ótimo fim de semana! Renata

FLAVIA SEABRA & LENINHA SEABRA disse...

Márcia querida,
Ótima resenha!Não se tem mais vovó como antigamente,onde
o respeito era tudo.Espero que tenhas tirado o gesso,mas logo
estará bem.Um maravilhoso fim de semana,fique com Deus.
Grande beijo

Jô Turquezza disse...

Oi querida, sempre lia primeiro todos os livros do meu filho (os extraclasse da Escola, os que ele ganhava e os que eu comprava).
Era divertido, porque eu perguntava em que parte do livro ele estava. E depois dizia: "que legal, daí para adiante você vai gostar mais ainda". E com isso ele sempre adorou ler, até hoje que já é pai rsrs
E incentiva minha neta desde pequenina.
O nosso lado criança nunca vai embora.
E tomara que o netinho não queira "roubar" sempre com a vovó rsrs e sim gostar muito dela e a tratar muito bem.
Espero que esteja livre do gesso.
joturquezzamundial
Beijos.

Luma Rosa disse...

Oi, Márcia!
Às vezes gosto de ler um infanto-juvenil e um livro como esse vem bem a calhar, uma história rápida e divertida de se ler. Parece ser bom, sim.
A capa é muito fofa e a história me lembrou do conto "A Velhinha Contrabandista".
Tá sabendo da blogagem coletiva que vai rolar amanhã no blogue da Ana Paula (Lado de fora do coração)? O seu texto se encaixa na proposta...
Feliz noite!
Beijus,

Christiane Garcia disse...

Gostei da dica do livro. Eu adoro ler livros infanto juvenis...kkk... Ainda mais esse tem um tema super legal.
Comecei a ler essa semana As crônicas de Narnia, completo. Estou amando!
Te desejo um excelente fim de semana. Bjs

Pepi, Xixo, Juja, Jujuba disse...

Márcia querida,
Agradeço a sua visitinha
O livro deve ser muito legal.
Deixo um beijinho carinhoso para ti.
Verena e Bichinhos.

Isa Lopes disse...

O livro parece bem legal, mesmo sendo do gênero infanto-juvenil fiquei com vontade de ler, boa dica!
Beijos!
islary34.blogspot.com

Lilasesazuis Gata disse...

Não conheço esse título.

Parece ser bem legal.

Pelo que você escreveu, do título ao final, parece ser uma história muito diferente das tradicionais - com vovó fazendo crochê quietinha no sofá...heheheh...e também parece ser uma história divertida.

Bruxa, querida, tenha um ótimo domingo,

beijinhos,

Lígia e =^.^=

Juni disse...

Oi Bruxinha, não conhecia esse livro, mas só de ler a sinopse deu algumas risadinhas...
Adorei a imagem do gatinho de boina! :)
Beijos, lindo fim de semana.

Lulu on the sky disse...

Oi, Márcia!
Adorei a sua dica.

Blog de cara nova!
Big Beijos
Lulu on the Sky

Rosangela Ribeiro disse...

Oi Marcia, tambem adoro ler, mas agora não tenho lido quase nada, até meus trabalhinhoss estão meio parados... vistas cansadas, esperando consulta do oftalmo para ver isso... mas adoro uma boa leitura. otimo fim de semana. beijos

Pandora disse...

Gostei da resenha/opinião sobre o livro. Me parece uma boa história, já coloquei na minha listinha infinita! <3

Sofia disse...

Os livros são sempre belas companhias, sem dúvida!
Beijos*

Ururahy disse...

Olá Bruxa,
apertei a tecla errada (estou ficando velho e acho isto uma grande brincadeira de mau gosto). Continuando: ...Hawking.
A mais perfeita narrativa que li até hoje.
Lembranças de Osvaldo Ururahy

Ururahy disse...

Olá Bruxa, vou deixar uma longa retribuição no seu "Post":
. . .Apesar de Copérnico não viver para ver como sua teoria foi desenvolvida por Galileu, no século XVIII, ele deve ter estado bem consciente de sua natureza perigosamente controversa... Uma vez que, de acordo com Copérnico, a Terra não está mais no centro do Universo, o homem não estava no centro da criação. Portanto, não podia mais ser dito que o homem tinha uma relação especial com o criador... Ambos podiam ser inteligentes, generosos, simpáticos e divertidos. Talvez os Judeus tivessem vantagens sobre os Árabes em argumentos racionais, em Ciência, Tecnologia e Matemática, mas os Árabes tinham habilidades poéticas e artísticas intuitivas superiores. Os dois juntos tinham a chave para a mais bem-sucedida e talentosa cultura que o mundo já viu.
Trechos do livro "A Teoria de Tudo" - Jane

Amara Mourige disse...

Que ótima a tua resenha, parece ser muito interessante esse livro.
Com o Pedrinho, comecei a me interessar pelos livros infantis e infanto-juvenil.
Atualmente os livros para crianças estão muito bons e as ilustrações são lindas!Márcia,uma feliz semana. Agora sem o gesso espero!
Beijos
Amara

Ana Paula disse...

Márcia, eu adoro livros infando-juvenis e essa resenha me encheu de vontade de conhecer essa vovó nada convencional!
beijo!

Simone Felic disse...

Tadinho do neto , que tem que ser forçado a fazer o que os pais mesmo não fazem , é uma ótima historinha.
beijinhos e boa semana.


http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Tina Bau Couto disse...

Nota dez para sua dica amiga
Eu adoro livros infantis e aborrecentescos, penso que todos os adultos. inclusive os idosos deviam ler
Só conheci e convivi bem de perto com os pais de meus pais, minha avó ainda segue aqui, se despedindo aos poucos
Muita saudade tenho de meu avô e adoro idosos, até os ranzinzas (não gosto nem dos assanhados, nem das sem noção rarararara)
Beijos meus, sabedora dos mais velhos e energia dos mais novos para nós

Edi Almeida disse...

Por vezes acabo lendo alguns livros dos filhotes...kkk...uma leitura leve, muito gostosa.
bjs
Edi
Lar de arteira

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Márcia
Gostei tanto que vou procurar agora pro netinho (pra um deles)... deve ser super interessante ainda mais que tem a mensagem que nos antecipou!!!
Bjm fraterno